terça-feira, setembro 13, 2005

Dor-de-cabeça...

Tonta...logo eu, Olga. Amanhã serei Clarice, Raquel, Evita, Maria, Sônia...Mas hoje estou tonta. Na verdade o meu Sandrete de batismo me persegue...no princípio prova de amor, em meio a sorrisos, Sandro rimou com Anete. Ah! doces e cruéis suspiros da paixão, que vitimam pobres seres que ainda nem desvirginaram a própria existência, e são lançados ao mundo com o rótulo da gozação. Em letras garrafais: SANDRETE MEU NOME, FAVOR RIR!
Dete, assim fica mais fácil...não, não é Drete, é D-E-T-E!!! Isso, menos pior, eu achava. Mas depois com as brincadeirinhas de casinha, aquela em que a gente mora em mansões, faz comidinhas espetaculares para maridos perfeitos e pari filhos divinos, tudo sem sair do quarto e da infância, descobrí que podia ter outros nomes. Quantos me viessem a cabeça. Podia ser a Xuxa, porque Maria das Graças, realmente...Ou, tá, qualquer um!
Na minha adolescência, depois de um sorrisinho e de um: Que nome estranho é esse?! As coisas beiravam a normalidade. Mudar de nome era só pra mim...naqueles segundos que antecediam o ritual de apresentação. Melhor um sorrisinho do que mentir. E se descobrem depois? Além de Sandrete, mentirosa?! Demais pra essa pré-balzaquiana mal intitulada.
Há pouco tempo descobrí umas pauletes, muriletes, rafaeletes...todas rainhas...melhor não comentar. Se alguém sabe, sabido esteja. Mas bem que poderia ser só Sandra, bem que poderia! Mas ainda estou tonta, seja lá que nome eu tenha...o amargo da boca não pode ser por causa desta dor-de-cabeça chata...- Apaguem a luz! Gritei. Estou só, esqueci...a solidão às vezes é traiçoeira.
Pera...a luz tb já está apagada. Ah! não...lua cheia. Desculpa, mas dá pra chegar só mais um pouquinho pra lá?! É você mesmo, fica aí fazendo farra com São Jorge e eu aqui...explodindo. Amanhã compro aquela persiana...ai...hummm...
Batatas! Isso, batatinhas geladinhas na fronte (pra ficar mais chique!) Vai melhorar...qnd eu conseguir chegar na geladeira vai melhorar... Celular agora? - RÔI (meu oi pareceu mais o ronco de um urso polar, se é que eles roncam!)... - Não, ainda tô viva...quase viva! - Não, quero sair não! - Tá, vou ver! -Tááá...me dê pelo menos a chance de sobreviver antes de decidir com qual vestido eu vou! - Velha coroca é você! - Tchau!
Ai, tchau mesmo! Batatinhas...cadê vocês?! Vou tomar um chá de cidreira, um dorflex, neosaldina (propagandas à parte, resolvem!). E meia hora de sono...será que vou apagar? Quer saber?! FODA-SE tudo! FODA-SE dor-de-cabeça! FODA-SE lua cheia e São Jorge com sua espada enorme! FODA-SE lencinhos de papel! Êpa, o que esses lencinhos estão fazendo aqui ao lado da cama?! Ai!...Ai!...
*Oi, Gente!
Encontrei essa Sandrete perdida no patriciando... enquanto eu estiver vendo "sombras na caverna" a deixarei por aqui!
Beijo grande!!!

5 comentários:

Vinicius disse...

Patitam,

adorei o texto. É leve, engraçado, divertido e me faz lembrar um amigo, que ganhou o nome do pai mas mudou na adolescencia.

Aliás, quantas pessoas não têm vontade de mudar o nome...

"Ah! doces e cruéis suspiros da paixão, que vitimam pobres seres que ainda nem desvirginaram a própria existência, e são lançados ao mundo com o rótulo da gozação. Em letras garrafais: SANDRETE MEU NOME, FAVOR RIR!"

Fantástico.

Mary disse...

Tem horas que é bom soltar um FODA-SE! :P

Maravilhoso o texto da Sandrete, viu?

Beijos!

Múcio Góes disse...

Patati é show com qq nome! Tenho vontade de soltar um "foda-se" qnd a atendente de telemarketing não entende meu nome, ou seja, sempre! "Lucio?", "Russo?", "Pucio?"; Porra!! Ultimamente me indentifico como Sr Lima.

bjos!

Anônimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP scheda tecnica alfa romeo gta audio conferencing Contact+lens+problem Diet and supplements for breast cancer ohio lottery

Anônimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! » » »