quarta-feira, dezembro 28, 2005

Cem comentários!


Não sei por que cargas d´água, o meu distinto computador decidiu, sem me comunicar, não mais efetuar comentários nos blogs do blogspot. Não apenas isto, pois, como proprietário de dois desses, também fui impedido de ler os “comments” deixados por lá. Não é problema de pop-ups, posto que noutro site o recurso funciona. E assim, entre duas paixões (mulheres e música), fui obrigado a abrir mão de uma, pois fiquei com o direito aos pop-ups da Radio Uol, em detrimento dos da Revista Sexy, onde podia visualizar as modelo-atrizes da hora em mínimos trajes, ou, sem; sabe-se bem, stress, dia a dia, e outros clichês... Portanto, como nem tudo está perdido, poderia efetuar/ler indo até uma lan house, coisa que para um usuário de cadeira de rodas é simples, rápido, e nada perigoso, morando este numa via expressa. Com o passar dos dias, e uma angústia me batendo à face, resolvi matar dois coelhos com uma caixa d´água só, e, comentar a cerca dos últimos posts com um texto.

Antes, é inevitável, mas preciso lamentar o sumiço de alguns companheiros de viagens literárias. Num breve retrospecto, vê-se que desde o 1º escrito, quando nos empolgávamos via msn, todos marcavam presença no dia tal. Com o decorrer do tempo vieram as faltas, mas, enfim, natural num grupo em que nem todos cultuam o ócio, como eu. Saudades da menina Ercília com seu banho poético dos sábados; Patati Patatá com Sandretes e afins; o André com sua poesia mambembe.
Baiano, Léo, Vinícius, Mary, estes sempre ativos. Eu quando não tenho como encher minhas lingüiças, o faço com apoio de alguém muito melhor, claro. E assim foi que o Orkut nos proporcionou um grande encontro, e que um dia, ainda se vai materializar.


Sobre o texto-reportagem de Léo, nota-se que ele saca muuuuito de informática, e bem podia me ajudar com o caso dos pop-ups, estou aguardando a continuação, meu caro. A você um feliz ano novo, e que palavras e idéias novas lhe venham com a simplicidade do vento. []´s


O grande Vini soltou um grito entalado nas goelas sensatas, porém, sem força para tal. Pois, faz tempo que o natal é comercial, e essa de “espírito natalino” já devia ter sido incorporada ao trivial faz tempo. Um ano criativo para você, amigo! []´s


Baiano, quando escuto/leio a expressão “ou não!”, é inevitável pensar em Caetano, enfim, dia de não é tão comum por aqui, que não sei não. Que 2006 lhe seja um ano de “sins”, positividade, já! []´s


Ercília, André, Pá, Má, queridos meus, que novas janelas se abram para dar passagem às palavras mágicas que embalam nosso convívio, distante mas, tão palpável. []´s



3 comentários:

PatriciaM disse...

huuummm... mandei o scrap lá e hoje consigo estar aqui... que seja então tudo o q já te disse!

Beijo grande!

Baiano disse...

Tomara que, em breve, você esteja conseguindo ler este comentário! :)
Um grande abraço, meu velho! Feliz 2006 para você!
Quanto ao "ou não", pode ser até que eu tenha aprendido vendo o Caetano falando... ou não. :)
E quanto ao "dia de não", algumas vezes a vida sufoca um pouco - mas já estou nos "sins" de novo. (Leia-se "sins" em português...)
(Seu computador deve estar com spywares. Tente colocar aí o SpyBot ou o AdAware. Talvez resolva.)

[]´s

Anônimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it
cadillac dts 2006 Acessories for suzuki volusia Convertible top restoration Genius gate openers Microsoft excel + training Side affect ritalin Hilton paris sexy Ambien prescription sleeping pills http://www.jeff-gordon-bedroom-bean-bag-chairs.info/automatic-gate-company-ct.html Nolte bookcase Order tadalafil for sale Tractores lamborghini