quinta-feira, julho 06, 2006

Deutschland Über Alles!

Bem verdade q’eu não pretendia escrever sobre futebol. Nunca fui muito bom no esporte ou mesmo entendo as regras. Só q’eu sou brasileiro e, meio que por osmose, não consigo ficar alheio, especialmente em ano de copa do mundo, quando somos bombardeados de informações, programas, jogos e etc.

O que eu sei é que eu não acreditei nem por um momento no hexacampeonato, especialmente pelo fato da copa ser na Alemanha. Para mim existe um complô: a seleção da casa ganha o jogo. Fato que este ano não se confirmará, já que a Alemanha foi eliminada ontem. Mas não foi este o principal motivo da minha descrença total na seleção canarinho comandada pelo pé de uva.

O que eu não admito e aceito é que uma seleção formada por estrelas ganhe campeonato. Jogo se ganha com atletas e a nossa seleção não tinha quase nenhum. Praticamente todos eram celebridades e, aqueles que não eram, não podiam ser escalados, já que o patrocinador não permite convocação de qualquer jogador.

Como podemos acreditar numa seleção cujo treino tem torcida, transmissão de televisão, com direito a narrador e tudo mais? Impossível! Não obstante o talento dos jogadores individualmente, um time é formado por um grupo de pessoas, e nunca pelo talento individual. Tínhamos em nosso time os melhores jogadores do mundo. Mas antes, quando o esporte era encarado com esporte, isso contava pontos. Hoje o futebol é um negócio, uma máquina de fazer dinheiro, com politicagem, funcionários e metas financeiras. E sabemos que nem sempre a melhor empresa ganha os melhores negócios.

Acho que perdemos a copa do mundo quando pé de uva foi convidado para comandar a seleção. Aquele cara não tem condições de motivar um time, de colocar cada um no seu lugar e principalmente, não tem ovos para enfrentar a Nike. Porque quem convoca jogadores não é a comissão técnica. A Nike decide quem entra, quem joga e quem fica no banco. E assim foi.

E assim, com jogos opacos e feios, passamos jogo a joga. Resultado é o que importa. Jogar bonito não conta. Eu concordo com tudo isso. Mas jogar bonito é diferente de jogar bem. Jogamos mal. Se tecnicamente éramos bons, taticamente éramos bosta.

Fiquei triste pela derrota vergonhosa contra a França. Mas não merecemos ganhar aquele jogo. Como quase nenhum. Até porque os objetivos individuais, quase todos, foram alcançados. Maior goleador da história, o jogador com maior número de jogos, o maior número de gols numa copa. O maior isso, o maior aquilo. Que coisa tola! Eu quero é chegar na final e ganhar a porra do campeonato. Foda-se o maior isso ou aquilo. Mas não podemos mudar os resultados.

Mas essa copa teve uma coisa muito boa, pelo menos para mim. Eu estava num hotel com mais 15 caras e uns 60 argentinos, assistindo o jogo Argentina x Alemanha. Eu estava vestindo uma camisa da Alemanha, quando sai correndo e pulando entre os hermanos gritando: Deutschland über Alles! Deutschland über Alles! Deutschland über Alles! Que em bom português quer dizer “Alemanha acima de tudo”. Uma frase bem nazista, isso é verdade. Mas o objetivo era irritar os caras. E conseguimos.

Cada gol da Alemanha nos pênaltis era comemorado com euforia por nós. E claro, cada gol perdido da Argentina também. No final 3 argentinos partiram para cima do nosso grupo, mas acabou não dando em briga. Aos gritos de pentacampeão, Brasil! Brasil!, eles saíram revoltados. E isso, para mim, foi o melhor da copa.

Só que no dia seguinte quem sofreu fui eu. Mas aí já é outra história.

7 comentários:

dudv disse...

Nossa!!! estão fazendo aqui uma ótima literatura...
http://dudu.oliva.blog.uol.com.br

Baiano disse...

Eu não concordo com essas teorias aí, não.
A Nike não escala ninguém. Que Parreira não tem ovos - tem uvas -, eu até concordo. E acho que isso é que explica as escalações.
Erros, claro. Falta de vontade e estrelismo, uma medida boa. Conspiração? Duvido! Não se manteria segredo.

[]´s

A czarina das quinquilharias disse...

impossível não ser brasileiro nessas horas...
(e olha a ironia...o slogan da nike pra copa não era "joga bonito"?)

Viajante14 disse...

Discordo de certos pontos. Eu sou fanático por futebol e posso te garantir que não foi a nike que convocou a equipe :) muitos convocados eram patrocinados pela Adiddas e uns nem esse tipo de patrocinio tinha(como Zé Roberto por ex).

E todos os convocados o foram porque estavam jogando muito bem nos seus clubes(exceto Ronaldo por causa da lesão, mas antes disso ele tava detonando no Real Madrid).

O grande erro foi de Parreira. Parreira é um excelente treinador, mas se vendeu junto com a CBF. Não teve pulso para impedir a gravação dos treinos e impor um estado de concentração absoluta, não teve competência de motivar os jogadores e de se fazer criar um senso de equipe entre eles, insistiu numa formação tática que, para quem entende de futebol, é rídicula para um time que ele tinha nas mãos. Ainda sim, se tivesse feito algumas alterações, como tirar Adriano e colocar Robinho, para liberar mais os meias, estaríamos na final.

E digo mais, se chegamos as quartas-de-final, foi por causa da habilidade individual dos jogadores, porque levamos uma lavada na parte tática se compararmos com as outras equipes. Sobre o futebol bonito, eu só digo uma coisa, assista os jogos do Barcelona com o time completo. É o verdadeiro "joga bonito" :) tudo o que queriamos na nossa seleção(que tem jogadores para isso).

Múcio Góes disse...

ando triste, qd o tema é futebol...

[]´s

Anônimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. wellbutrin xanax Upskirt hunters Digital print manager

Anônimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. film editing classes