domingo, setembro 18, 2005

Capacidade de armazenamento do cérebro

Para mim o melhor blog da Internet em língua portuguesa da atualidade é o Jesus, me chicoteia!. Hoje eu estava lendo um post onde ele falava de ciências e um monte de loucuras. Eu também, como ele, adoro pensar desnecessidades quando não tenho o que fazer. Só que não tenho a mesma criatividade que ele.

Bom, leiam o post do Marco clicando no link. O que eu quero falar aqui é que algumas vezes eu leio algum tipo de loucura e acabo pensando em algumas coisas estranhas. Essa minha mania de pensar...

Baseado na lógica do Marco, que previa um Backup do DNA das pessoas, alguém citou que não seria possível armazenar em computador a memória das pessoas. Bom, não entendo nada disso, mas entendo de pensar "e se..."

E se...

eu estivesse doente em fase terminal e antes d'eu morrer eu pedisse um clone de mim mesmo... Esse meu clone teria menos 30 anos do que eu...

E se...

Eu fosse milionário e deixasse, em testamento, minha herança para mim mesmo, através do meu clone?

Meu clone teria (a ciência permitiria isso, já que estamos falando de "e se...") a memória totalmente limpa, sem nenhum dado armazenado em seu cérebro.

Então eu faria um backup da minha memória até onde eu quisesse me lembrar e deixaria armazenado em computador. Eu poderia apagar os últimos dias da minha vida, mas manteria todo o resto. Daí depois de morto minha memória seria transportada para meu clone, através de um "restore". Com minha memória eu tornaria à vida, já que eu quero considerar que nossa memória também armazena nossa personalidade e tudo o que nós somos.

Com 30 anos outra vez, eu continuaria a administrar meu dinheiro e faria outro clone de mim, só que dessa vez evitando a doença que me matou da última vez. E mais uma vez eu fizesse outro clone de mim e transportasse as novas memórias, além das outras que vieram da minha matriz.

E a cada novo ciclo eu transportasse minhas memórias e eliminasse as doenças que me matam. Será que eu viveria eternamente? Sendo eu fruto do backup das minhas memórias, na quinta geração eu já seria a história ambulante, porque eu teria cerca de 300 anos. Mas e se eu batesse a cabeça e esquecesse tudo o que eu vivi? E se eu morresse antes de fazer um backup mais atual das minhas memórias, meu próximo clone teria apenas parte das minhas últimas lembranças?

E como eu seria lembrando de tantas coisas? Seguramente eu teria consciência de todas as minhas vidas pretéritas, mas será que ao fazer o restore para o clone, eu teria consciência absoluta de que eu, na verdade, estaria em um outro corpo, igual ao meu? Como será acordar da morte e perceber que se está mais jovem, só que com 300 anos de experiência? Eu seria algum tipo de sábio ou guru? Um novo Matusalém? Ou quem sabe Moisés. Eu não gostaria de ser como Moisés, porque morreu com 120 anos e ainda foi humilhado por Javé.

Mas até onde eu poderia reviver? Quantos backups de mim eu poderia restaurar? Será que o cérebro tem capacidade máxima de armazenamento? E se eu estourasse sua capacidade de armazenamento, eu poderia selecionar algumas memórias (ou vidas) e apagá-las, para garantir mais espaço em disco?

Será que eu poderia fazer um upgrade de cérebro, para garantir mais espaço para armazenar mais vidas?

Fiquei muito curioso, acho que nem vou dormir essa noite. E vocês, o que vocês acham disso?

8 comentários:

Múcio Góes disse...

e se... eu disser que essa história me impressionou? Tem tanto cientista maluco por aí, ne! rsrsrs

Valew, Vini! Pensammento e bom humor!

[]´s

Renata disse...

Daria uma boa ficção.

dwainhunor15986233 disse...

i thought your blog was cool and i think you may like this cool Website. now just Click Here

Mary disse...

Muito interessante, Vini.
Gostei. =]
;*

Baiano disse...

Acho que, mesmo com um clone meu, com todas as minhas lembranças, eu estaria morto do mesmo jeito.
Uma coisa é transplantar um orgão e preservar o resto. Outra é ser trocado por uma versão. :)

[]´s

Anônimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. Cadillac brougham engines Eagle quest golf dome family dentist kendall Nude latina maids 93yosemite camping reservations94 car lease calculation border security latvia Chubby male sex stories http://www.anal-fuck-2.info/Huge-boobs-at-danger-dave.html Nisca id card printer Skye amateur women & big tits Pornstar lola lane Audiovox 8900 ringtones treatments for hair losing mexican+women+large+breasts Inkrefills for hp deskjet printer Phyriosis rosacea Miami hardcore

Anônimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! film editing schools

Anônimo disse...

se eu nao me engano existe um filme de ficção exatamente com esse sentindo de transportar dados de memória para um clone =]