quinta-feira, setembro 15, 2005

O MULTIMILIONÁRIO.

Republico aqui os textos do meu personagem mais famoso de todos os tempos - o MULTIMILIONÁRIO. Só para vocês terem uma idéia, somando os comentários que tive dos três textos, deve dar um número próximo de dez.
A maioria, em espírito, dizia algo tipo "não gostei". É um humor meio sofisticado - talvez tanto que até hoje só eu entendi... :) (Na qualidade de autor é fácil...)

Original de 06/08/2002.

A partir de hoje, e quando me der na telha, até quando eu bem entender, vou dedicar alguns textos aqui para ilustrar como dinheiro, se não traz felicidade, pode sim ajudar um bocado. Apresento – lhes a figura lúdica que nos ensinará: O MULTIMILIONÁRIO.
O MULTIMILIONÁRIO vive em sua mansão no Encontro das Águas com suas duas namoradas: a LOIRA e a MORENA. Ele nunca trabalhou, tendo herdado sua fortuna e aplicado em investimentos que sempre se valorizaram.
O MULTIMILIONÁRIO passa a maior parte de seu tempo na banheira de hidromassagem japonesa, nu, com a LOIRA e a MORENA (nuas, naturalmente).
Hoje, enquanto estava nesta situação, o MULTIMILIONÁRIO resolveu que queria ler a coleção completa de gibis do Recruta Zero, ao que pediu à sua assistente com a máxima urgência que providenciasse.
Por meios que até o próprio MULTIMILIONÁRIO duvidaria, em menos de quarenta minutos uma coleção completa das revistinhas, em perfeito estado de conservação, já estavam na sua biblioteca particular, no 3o andar da mansão. Ele seguiu para lá, de roupão, cercado pela LOIRA e pela MORENA, já enxutas, de camisola.
Nossa emocionante saga de hoje termina enquanto a LOIRA e a MORENA, sentadas de frente para o MULTIMILONÁRIO, exalavam um agradável e suave perfume francês no ar. O MULTIMILIONÁRIO, confortavelmente se postava numa poltrona de couro gaúcha, com os pés sobre a escrivaninha de cedro. Às vezes dava uma risadinha. Ás vezes dava uma risada maior e mostrava, ao que a LOIRA e a MORENA olhavam com interesse: “Essa aqui é ótima! O tenente pergunta pro Zero: Zero!! Já não mandei você atarraxar as porcas?!? E ele responde...”


Original de 20/08/2002.



O MULTIMILIONÁRIO estava em sua banheira, com a LOIRA e a MORENA, aguardando um telefonema do seu GERENTE. O GERENTE era a única pessoa no mundo dotada da possibilidade de estragar o dia do MULTIMILIONÁRIO. Uma vez até o havia demitido, mas como o substituto estragava mais dias que o GERENTE, ele o recontratou.
O MULTIMILIONÁRIO havia consultado o GERENTE preocupado com o dólar e os maus desempenhos da Bovespa, pediu uma posição sintética dos investimentos.
Ia de um lado para o outro da banheira (a LOIRA esperando de um lado e a MORENA do outro), nervoso, com a expectativa de más notícias.
A SECRETÁRIA, por perto, a exemplo do MORDOMO.
Passou - se uma hora. O MULTIMILIONÁRIO pediu um whisky. Depois pediu para a SECRETÁRIA e o MORDOMO esperarem do lado de fora algum tempo, até que ele os chamasse de volta. Depois, ao chamá - los de volta pediu um cigarro.
Passaram à sala da televisão, que na verdade era praticamente um cinema. O MULTIMILIONÁRIO pediu à secretária urgência ao providenciar MIIB (Homens de Preto 2), e ao mordomo pediu um tira - gosto de farofa de carne de panela e calabresa e Coca - Cola. Visivelmente nervoso, fumava mais um cigarro enquanto não chegava o tira - gosto.
Enquanto assistia o filme, confortavelmente deitado na cama - poltrona reclinável a SECRETÁRIA e o MORDOMO aguardavam no sofá do canto, na sala de televisão, pelo telefonema.
Num gesto raríssimo, o multimilionário balançou a perna, como fazem os estudantes nas provas. Num erro, ainda mais raro, a LOIRA perguntou:
"Está nervoso, meu bem?"
Ele, finalizando o diálogo:
"Não."
Segundos depois, o telefone toca. O MULTIMILIONÁRIO aperta um botão no controle do DVD, aparece uma informação na tela, ele atende o telefone:
"Me ligue novamente daqui a cinqüenta e dois minutos."
Assim que acaba o filme, um novo telefonema, e todos o cercam, ansiosos, ouvindo a conversa.
"Sei... Anrã... Anrã... Certo... Anrã... Não... Não... Anrã... Sim... Não... Tchau"
Todos o olham, ansiosos. Ele acende um cigarro, leva a boca, traga, olha pra eles. Ele pede ao mordomo que prepare a banheira e à secretária que providencie as compras da semana. A MORENA vira - se pro outro lado, na cama. A LOIRA continua olhando com curiosidade, não sem uma leve expressão de raiva e frustração.
O MULTIMILIONÁRIO leva o cigarro a boca, traga e assopra para o alto, impassível e inexpressivo.


Original de 01/02/2003.



Morena.

O MULTIMILIONÁRIO está na banheira, com a LOIRA e a MORENA. Fuma um cigarro, toma um vinho espanhol. Está um dia quente.
A SECRETÁRIA adentra o recinto, e lhe entrega uma carta de demissão.
A SECRETÁRIA é uma jovem de seus vinte e seis ou vinte e sete anos, pele branca, cabelos lisos e negros, olhar penetrante, vivaz e esperta.
O MULTIMILIONÁRIO apanha a carta, impassível, a coloca ao lado da banheira, está segurando o cigarro com uma das mãos. Pega a taça de vinho, sorve prazerosamente um gole, coloca o vinho de lado, traga o cigarro. O MULTIMILIONÁRIO pega novamente a carta e a lê.
O MULTIMILIONÁRIO olha nos olhos da SECRETÁRIA, com ar de questionamento. A SECRETÁRIA mantém o olhar sério, quase que imperceptivelmente amargo, e continua calada.
A um sinal, o MORDOMO traz o roupão do MULTIMILIONÁRIO. Ele se veste, toca com a mão o ombro da SECRETÁRIA, sobe para o andar do escritório. A SECRETÁRIA, o MORDOMO, a LOIRA e a MORENA o acompanham.
Ao entrar no escritório, o MULTIMILIONÁRIO faz sinal para que o MORDOMO, a LOIRA e a MORENA esperem do lado de fora. As paredes do escritório são de pedra, com 40 centímetros de espessura. A porta é de Pau Brasil, 35 centímetros, com vedação especial. Nenhum ruído chega do outro lado.
O MULTIMILIONÁRIO apoia a mão no ombro da SECRETÁRIA e a acompanha até o sofá. Faz um gesto para ela se sentar, volta e serve pessoalmente duas taças de vinho. O MULTIMILIONÁRIO entrega o vinho para a secretária, senta - se na poltrona de couro gaúcha, bebe um gole do vinho, coloca o vinho de lado, questiona novamente com um gesto de sobrancelhas.
- O que é que você pensa ao meu respeito?
- Nada. Alguma vez eu a desrespeitei?
- Não. Sim e não. Você sempre me tratou bem. Não é essa a questão.
O MULTIMILIONÁRIO questiona novamente com o olhar.
- Nunca me desrespeitou como mulher, mas e o meu lado profissional?
- Você está insatisfeita com quê? Não deve ser o salário.
- Não é o salário. Eu não estudei tanto tempo para ser secretária o resto da vida.
Do lado de fora, o MORDOMO anda de um lado para o outro. A LOIRA e a MORENA se entreolham, a MORENA dá de ombros e toma o rumo do quarto. A LOIRA acende um cigarro.


Loira.

A SECRETÁRIA e o MULTIMILIONÁRIO saem. O MULTIMILIONÁRIO avisa ao MORDOMO para preparar um carro para a SECRETÁRIA, e segue de volta para a banheira, acompanhado da LOIRA.
Duas horas depois, o MULTIMILIONÁRIO está na banheira, com a LOIRA e a MORENA. A ex - secretária adentra o recinto, com os cabelos pintados de vermelho, tira a roupa e junta - se aos três. O MULTIMILIONÁRIO pede ao mordomo Champanhe francês.
Um mês depois, o MULTIMILONÁRIO está jogando pingue - pongue com a MORENA, no salão de jogos. A LOIRA lê um livro, a RUIVA, entediada, chama a atenção do MULTIMILIONÁRIO:
- Amor, e quanto à parte do trabalho, quando você vai providenciar?
A interrupção custa um ponto ao MULTIMILIONÁRIO. O MORDOMO busca a bolinha, a MORENA anuncia "treze a doze", com um sorrisinho sacana. O MULTIMILIONÁRIO olha para a RUIVA com desaprovação, volta a atenção para o jogo, se prepara para o saque.



Ruiva.


[]´s

(Nunca mais pensei em nada.)

6 comentários:

Mary disse...

SEU SONHO DE CONSUMO!
HuaHuaHuaHuaHuaHua
:P

PatitaM disse...

Esse milionário, ôôô MULTImilionário me pareceu broxa ou gay, carregando enfeites dourado, negro e vermelho...ops! :I

Minha "achação" à parte... vai ser um pegapracapa entre os meninos pra ver quem mais se assemelha ao multi...pelo menos nos mais íntimos sonhos, ou escancarados mesmo, sei lá!

Quero ver quem vai sobrar de mordomo! E quem vai ser o primeiro a me xingar!

Beijo!

leila disse...

vc é incrível..hehehe... só pensa nisso....
amo!!!

Adriano disse...

Ainda ganho na Mega Sena... errrr... Brincadeirinha! Acho que para isso precisaria jogar, né? hehehe. Mas, como eu já disse antes, nunca tive essa tara por várias mulheres juntas, não. De qualquer forma, é uma ótima estória. Parabéns!

Vinicius disse...

Ehehehe. Sonho de consumo foi ótimo!

Cara, a estória me fez lembrar do Chiquinho Scarpa. Só não sei se seriam loiras, morenas e ruivas ou versões masculianas das mesmas.

Mas eu gostei. Foi divertido me colocar no lugar dele por alguns minutos. Só não sei se eu viveria sem trabalhar...

Abraços,

Múcio Góes disse...

Olhando as fotos, me bateu uma inveja desse multimilionário, rapaz! Hilário!

[]´s