quarta-feira, outubro 05, 2005

Da janela lateral


A janela do meu quarto já está ficando famosa por aqui, não que ela busque a fama, pelo contrário. Certo é que ela faria jus ao fardo, e bem melhor que certos famosos. Sábado à tarde, deitei um pouco para descansar após o almoço, um tipo de sesta, aquela que é bem comum nos romances do mestre García Márquez, e oriunda dos paises ibéricos. Pois bem, tentei fazer a minha sesta, mas, a televisão me roubou a atenção. Não que houvesse no ar algo digno de se adiar o descanso, isso não. Na verdade era o corajoso, sim, o corajoso Luciano Huck e seu caldeirão de bundas e abobrinhas. O garoto-prodígio-global teve a idéia brilhante de catar audiência reunindo no mesmo quadro, famosos de peso, diga-se: Latino, Grazielli BBB, Felipe Dylon, Preta Gil, Acelino Popó e outros. Nossa pátria é mesmo uma mãe gentil! Fiquei ali espreitando aquela cena sui-generis. Latino contando como sobreviveu nos EUA, tudo que sofreu ainda adolescente dançando em boates, e, como, “infelizmente” voltou ao Brasil. No caso de Popó, foi no estilo câmera fechada e lágrimas. Admiro bastante quem não renega as suas origens, mas o lutador já contou sua história tantas vezes, ele não deveria mais se sujeitar a essa manipulação das televisões, que adoram ver lágrimas rolando, ou seria o público? Mais adiante a loira do BBB, curtindo a fama no rabo do meteoro, jogava ovos noutra loira de peitos turbinados. Vanessa Camargo ensaiava cenas de um casamento anônimo; uma modelo de última hora tentava negar que beijou/transou/ficou com Ronaldo, o fenômeno; e por fim Preta Gil aparecia a gargalhar espalhafatosamente, talvez do cachê que estava ganhando naquele interregno cultural. Até que então eu cochilei. Luciano Huck tem talento, mas quando inventa acaba perdendo a graça. Prefiro minha janela...

Mas vamos ao presente. Hoje eu acordei assim, com uma alegria vazando do peito, com uma vontade de gritar, cantar, sei lá... um sentimento de que “tudo vale a pena, seja como for”, e de que “reclamar da vida é perda de tempo”. Lá fora um sol de primavera flutuando no céu de brigadeiro, pássaros cantam e voam na obrigação diária do bem viver, e as mangueiras felizes os dão guarida sem pedir nada em troca. É o dia no seu curso natural. Um leve vento de otimismo entra no meu quarto para dar realce ao sentimento com o qual despertei. E nesse meio tempo me veio à mente um monte de coisinhas úteis à vida e que sem elas nada faria sentido, até mesmo um programa idiota na televisão. Um vento que veio dizer que viver é bom, mas, viver bem é melhor ainda. Banho de chuva é bom, beijo na boca melhor ainda, na mão, algodão doce, ônibus cheio, pneu furado, água gelada, ver o mar, noite de lua, filme bom, chorar de rir, ficar só, fofocar, tomar sorvete, ligar pra ela, comer fora, domingo no parque, acordar tarde, (mas com ela), discutir, sair sozinho, andar na praia, fazer as pazes, coca-cola, xingar o cara que parou na faixa, ler o Pessoa, o e-mail dela, ser pai, mãe, ser tio, ser brasileiro, ser feio, bonito, engraçado, simpático, ser Flamengo, ouvir Lulu, Legião, U2, pagar mico, comer pizza, pagar conta, ou não, rir de Caetano, de Gil, não ir ao teatro, carnaval, perder a hora, o emprego, a chave, a paciência, a oportunidade, achar dinheiro, guarda-chuva, aquele documento, achar graça, ter dor de barriga, de dente, de cabeça, de cotovelo, ter saudade, inveja saudável (se isso existir), ter tempo, cartão de crédito, roupa nova, mascar chiclete, comprar pão, comprar briga, vender aquele terreno, a bicicleta velha, vender saúde, trocar o carro, trocar de roupa, de cidade, de país, trocar gentilezas, lavar a garagem, o tênis surrado, lavar a moto, a farda, lavar a alma, fazer protesto, passeata, política, fazer amor, votar correto, discutir no condomínio, discutir o projeto, a relação, ir à missa, ao centro, terreiro, ao futebol, paquerar, olhar de lado, pra trás, tropeçar, cair, levantar, amar, sorrir, quebrar o copo, o vaso, quebrar regras, convenções, quebrar a cara e aprender, aprender que a vida é isso e muito mais, e seja a sua como for, vale muito a pena estar aqui!
Luz e Paz!





2 comentários:

Patitam disse...

Eita, Mú!

Nossos textos são a frente e o verso ...

Coisa boa é lembrar de detalhes quando o coração está à vontade com os dias!

Que se estenda esse brilho, por todo sempre!

Beijo grande!!!

ana K disse...

Mto bom! Sempre que uma lista boa dessas começa, podemos ir ao infinito!!!! Super gostos de ler, fácil de seguir... Bj no coração!