domingo, dezembro 25, 2005

E então é Natal. O que você fez?

Com essa frase Simone começa estragando uma bela canção do Lennon. Não sei se é benção ou castigo, mas a cronologia me escolheu para escrever o post de Natal. Justo eu que adoro tanto a hipocrisia e o consumismo, as grandes marcas dessa data.

Nossa sociedade blá blá blá. Natal é um saco porque você se vê compelido a estar com sua família, goste deles ou não. Caso você não tenha família você é obrigado a ser um pobre coitado. Todo mundo é pego pelo espírito de natal. E você vê uma legião de caridosos prontos para trocar suas fartas ceias por uma noite feliz de verdade, fazendo caridade de verdade para quem precisa (rá rá rá).

E o que falar do consumismo, da obrigação de dar presentes, de se endividar e depois não ter como pagar? O natal de fato se transformou numa festa idiota e absolutamente desnecessária. O verdadeiro sentido, que é o nascimento de Cristo não pode mais ser celebrado, já que hoje em dia dizem que ele nasceu em abril ou maio. Então qual é a razão disso tudo?

Eu não vou tentar responder perguntas, até porque o Valium 10mg já está fazendo efeito faz alguns minutos e qualquer tentativa de refletir com um pouco mais de neurônios seguramente será desastrosa, especialmente porque o monitor possui vida própria e não pára em frente a mim.

Que seja, hoje é um dia desnecessário, com uma celebração desnecessária. Quer ser bom? Seja bom todo dia, porque isso não faz mal a ninguém. Quem quer fazer caridade e estar com a família não precisa de um motivo, uma data ou qualquer simbologia. Porque aqueles que se amam sempre arrumam uma maneira de estar juntos. Os outros encontram desculpas para estarem juntos apenas uma vez por ano.

Quer fazer caridade? Tire vinte ou trinta reais, menos se for o caso, todo mês e faça uma doação para uma instituição. Não tenha vergonha. Eu não sei por que, mas o brasileiro tem vergonha de fazer caridade pequena. Porque se é para doar 5 ou 10 reais, melhor gastar isso de cachaça. Se você quer ser bom, tenha a bondade em seu coração e não se preocupe com o tamanho do seu gesto, mas sim com aquilo que você tem em seu coração.

E bom natal pra todo mundo (com valium e tudo o mais)

4 comentários:

Leonardo Caldas disse...

que papai-noel te encha as meias de valium 10mg! Hou! Hou! Hou!!! ;)

Anônimo disse...

Vc é mesmo um adoravel maluquinho.
Mas sobre o natal concordo em némero, genero e grau

PatriciaM disse...

Huuummm... eu não concordo com tudo ou não pelo menos do jeito que foi colocado... Maaaasss, ótimo 2006 com ou sem Valium!

Beijo grande!!!

Anônimo disse...

What a great site » » »