domingo, julho 24, 2005

De 15 em 15... eu faço minha vida

E tomando mais um pouco de vinho, vou traduzindo pensamentos. Meus pensamentos vão, através dos meus dedos, deixando de ser pensamentos e se materializando. Bem verdade que este meio não tem matéria. É digital. Mas é uma forma de expressão, seja com papel e caneta ou com eletricidade convertida em magnetismo.

O processo é o mesmo que eu faço com meus pensamentos. Trago-os do limbo mental em que eles habitam e os converto em símbolos para serem lidos. Mas se este é o processo, quais são os pensamentos?

Eu gosto muito dos tempos. Porque é gostoso pensar no passado. Pode até ser um pouco dolorido, porque eu sou do tipo que a saudade dói. Eu não sinto dor de cabeça depois de uma noite regada a álcool. Mas sinto dor quando me lembro da minha infância ou da mulher que me amou algum dia.

Gosto de pensar no futuro e criar vários mundos onde eu poderia morar. O mais legal desse mundo que eu crio, é que eu sempre tenho sucesso. Geralmente é sucesso associado à música ou arte em geral. Também crio um mundo onde eu ganho na loteria e não preciso acordar com o sol todos os dias para trabalhar. Algumas pessoas chamam isso de sonho. Eu gosto de chamar de mundo-que-eu-crio.

Mas é no presente onde eu finco minhas raízes, onde deixo meus pés. Gosto da idéia de viver cada momento como se fosse o único. Eu não sou tão extremista assim. Sou meio preguiçoso. Sou do tipo “determinado” por 15 minutos. Com 15 minutos eu mudo o mundo, conquisto um amor, morro por ele e termino um relacionamento. Com 15 minutos eu consigo amar perdidamente. E com esses mesmos 15 minutos eu consigo sofrer por uma vida inteira. Porque minha vida sempre se resume em 15 minutos.

Enquanto o passado é uma página virada e o futuro, um mundo que eu construí, o presente são 15 minutos de glórias e fracassos. Pelo menos para mim.

7 comentários:

PatitaM disse...

"...O presente são 15 minutos de glórias e fracassos."

O presente é o q leio agora...e é um presente de glórias!

Beijo grande!!!

Múcio Góes disse...

Sonhar é bom, principalmente pq é gratis. Gosto de sonhar, e às vezes, se durmo enquanto sonho, costumo retomá-lo de onde parei qd acordo. Belo, Vinicius! []'s

LUIZ ALBERTO MACHADO disse...

Atendido convite da Marina, vim conhecer o blog de vocês: muito bom. Vim, vi e gostei. Voltarei mais vezes.
Beiojabrações paratodos

Anônimo disse...

Interessante, não entedi o porquê dos 15 minutos e não 10 minutos ou como disse o escritor em um livro, 11 minutos. Mas gostei do texto.

Classificação: 2 estrelas

Mary disse...

Belo texto, Vinicius...
Vejo-me ali em seus pensamentos...

Beijos!

Dadox disse...

15 minutos de fama? :)

Gostei do texto!

Anônimo disse...

Looking for information and found it at this great site... » »